Sou macho, sim senhor... Até certo ponto!

A inversão de papéis no casamento gay: o seu parceiro, que te come sempre, também pode gostar de tomar na rosca!

Adicionado em: 05/03/2018 Compartilhe no WhatsApp

A travesti Rogéria, em entrevista a uma famosa revista de circulação nacional, relatou que era muito macho! Ironias a parte, esse universo múltiplo dos gays, é rico em exemplos de homossexuais valentes e decididos, rodam a baiana com surpreendente coragem e, na maioria das vezes, levam vantagem em desavenças pelos mais variados motivos.

Sexualmente falando, tem-se a noção de que, em um par romântico de gays, existe o passivo e o ativo. Normalmente, não é isso que acontece não! A inversão de papéis nos casais é fato consumado! George, nosso leitor assíduo, nos escreveu, bem tímido e receoso das reações que ele fosse causar, mas até para buscar opiniões a respeito desse assunto, fez um relato esclarecedor e realista.

Casado com um mulato de 1,80 metro de altura, daqueles que provocam suspiros nas mulheres, ele sabe bem que o melhor no sexo homo é a inversão de papéis. George é um rapaz normal, loiro de olhos azuis, trabalha em uma empresa de TI na avenida Paulista, é bem-sucedido, gosta de carrões, não perde uma praia por nada, sarado e as mulheres viram os olhos quando ele passa, mas ele gosta de bofes.

George relata que estava passando por uma crise sexual, era sempre o passivo, e percebia que nenhuma das duas partes ficava muito satisfeita no final. Nada acomodado, buscou aconselhamento com um terapeuta sexual e só ouviu a confirmação do que já desconfiava! Tudo é normal, desde que os dois queiram e consintam.

E mais, ver a questão apenas pela visão simplista de penetrar ou ser penetrado é bem errado. Todos os homens, sejam eles homo ou hétero, possuem zonas erógenas, tanto no pênis quanto no ânus. E, taxar cada um dos parceiros, de ativo ou passivo, é uma grande besteira. É deixar de aproveitar o que a relação gay tem de melhor: a possibilidade de “comer” e ser “comido”.

Mais tranquilo em relação ao seu papel e de seu namorado, e preparado para surpreender, aquela noite preparou um cenário deslumbrante: velas, pétalas de rosas na cama, potinhos com amendoins e licor de menta. O parceiro, a princípio, talvez já acostumado com a rotina da pegação, demonstrou uma certa recusa, mas, ante a insistência do loiro, cedeu.

Colocou o morenaço de quatro na beirada da cama e foi só penetração! Tá certo que foi tudo preparado direitinho: anestésico anal e lubrificante. O parceiro ficou louco de tesão, gritava e não bastante uma vez, quis duas e três. No final, exaustos os dois, mas confessa que adoraram, e que nunca se sentiu tão excitado em toda a vida.

Conta ainda que, aos poucos, foram introduzindo novidades e o bofe negão cada vez mais doido e apaixonado. Contou, em detalhes, a última noite em que transaram: “Ele me apareceu vestido de mulher-gato, uma fantasia sensacional, com máscara e chicotinho e um embrulho que me pediu para ir ao banheiro e vestir”.

E acrescenta: “Não acreditei quando vi o que tinha dentro do pacote: uma fantasia de colegial, com gravatinha e sainha xadrez. Nunca tínhamos avançado no terreno da fantasia!”, fingi uma reação de braveza e reclamei: “O que é isso, tá pensando o quê?!”. E ele toda meigo e às gargalhadas: “Querido, é só uma brincadeira, eu sei que você é macho!”. O resto vocês podem imaginar né?!

Completa o relato afirmando que nunca mais se descuidaram da vida sexual. É comum que pessoas, fora do relacionamento, acreditem que entre casais gays existe muita orgia. Mas, não é bem assim, se não houver um cuidado, acabam, também, na rotina do papai e mamãe.

Agora, conta ele: “Temos um arsenal de brinquedos eróticos, próteses de todos os tipos, vibradores e géis funcionais diversos!”. E aconselha a todos os casais gays se ainda não investiram na inversão de papéis, para experimentarem, mesmo que seja um (não tão convicto) machão! E não se sinta culpado se gostar!

Sou macho, sim senhor... Até certo ponto!

A inversão de papéis na hora do sexo pode ser uma válvula de escape para a monotonia que por muitas vezes acontece em um relacionamento gay! (Foto: Internet)

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
* O seu comentário passará por uma moderação antes de ser exibido no site.

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, sem autorizaçao escrita do 'Ponto Gay' ou do detentor do copyright. Os textos e as imagens (fotos, ví­deos, ilustrações, etc.) de todas as páginas do 'Ponto Gay' são protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL, não sendo permitidas cópias ou divulgações por qualquer motivo ou justificativa, nem mesmo com autorização das(os) modelos. Infratores serão punidos na forma da lei.