Saiba como acabar com a ejaculação precoce

Sabe aquela rapidinha que não dá nem tempo de sentir prazer? Pois é, a culpa é toda da ejaculação precoce!

Adicionado em: 14/05/2018 Compartilhe no WhatsApp

A noite promete! Tudo preparado para receber o boy em casa, bebidas, petiscos, clima romântico, você cheiroso e sexy, louco para tirar o atraso de meses e, de repente, mas bem de repente, o que era para ser uma noite daquelas, vira um pesadelo e uma enorme decepção.

E, apesar de o parceiro tentar minimizar o problema, dando desculpas e colocando panos quentes na situação, você sabe o quanto é terrível essa história da rapidinha. Em linguagem mais apropriada é a famosa e temida ejaculação precoce!

Também chamado de tesão excessivo ou orgasmo prematuro, é um problema provocado essencialmente pelo mal do século. Que a verdade seja dita: ansiedade e sexo não se atraem, e a ejaculação precoce é provocada, basicamente, pela ansiedade. As consequências, vão desde a decepção com a performance, até estresse, perda de qualidade de vida e depressão. E aí está formado o círculo vicioso, difícil de ser rompido.

Quanto mais o fato se repete, maior o nível de ansiedade e mais adrenalina o seu corpo vai produzir e mais rápido você vai gozar. Entendeu o espírito da coisa?

E, apesar de tudo que é dito sobre os relacionamentos sexuais gays, que são mais racionais, que não se envolvem emocionalmente e que por isso não sofrem com a ejaculação precoce, saiba que isso é mito! As cabecinhas dos putos são complicadas, sentem-se mais frágeis devido à pressão social, à aceitação e à carência afetiva. Portanto, tornam-se presas fáceis dessa disfunção sexual. Em resumo, a questão não envolve a cabecinha de baixo, mas a de cima!

E, realmente, não é legal você deixar sempre o bofe na mão, pois, mais cedo ou mais tarde, um dos dois vai cansar da situação e cair fora! Terapeutas sexuais, no mundo inteiro, relatam histórias de pacientes com problemas com o parceiro devido à ejaculação precoce e os traumas provocados por essa disfunção. Mais de 30% da população mundial masculina ou que utilizam o pênis para penetração sofrem deste mal.

Mas, se acontece com você, apenas, uma vez ou outra, é resultado, sem dúvida, de pressões esporádicas ou tensões passageiras. E estes episódios podem ser vistos como normais e esperados na vida sexual de todo homem.

Você se considera um ejaculador precoce? Saiba que a partir do momento que o pau fica duro até a ejaculação, o tempo considerado normal é de cinco minutos após o início da penetração. E, sim, você é considerado um ejaculador precoce quando goza em menos de dois minutos da metida.

Vale também avaliar que não interessa a duração da transa, mas sim a satisfação do casal. Se os dois gozarem antes dos dois minutos, sem necessidade de colocar o relógio no meio. Parabéns! Agora, se a coisa incomodar e não for legal, procure ajuda, quem sabe de um terapeuta sexual ou um médico urologista. Se preferir resolver sozinho, damos algumas técnicas fáceis e intimistas.

Inicialmente, não fique impressionado com as histórias, quase lendas, de amigos ou conhecidos sobre intermináveis metidas, das quais saíram de cu assado de tão longo que foi o negócio. Na realidade esse papo é para impressionar! Estudiosos da área, confirmam que as transas duram de quinze a vinte minutos, já contando com as preliminares. E, isso tá bem longo, por sinal, na realidade a média não passa de seis minutos!

Saber dessa realidade é um passo importante para se conscientizar de que não está tão mal assim, quando fica nos dois minutos, quase três! Comece diminuindo as expectativas sobre a própria performance.

Use sempre camisinha! Esse hábito é importante por dois motivos: a segurança e a diminuição da sensibilidade no pênis. O preservativo é, e sempre será, um forte aliado no sexo gay, previne de doenças sexualmente transmissíveis, além de prolongar o sexo.

A atividade física é essencial para o controle da mente e melhoria da musculatura, de um modo geral. Como a tensão muscular atinge diretamente a ejaculação precoce, a ordem é exercício físico! Yoga, alongamento, musculação e outras atividades vão te ajudar a ser mais saudável física e emocionalmente e, consequentemente, aumentar a potência sexual e o conhecimento do próprio corpo.

Terapeutas e médicos especializados em desordens sexuais aconselham, com frequência, a exercitar, especificamente, o músculo pubococcígeo, localizado no assoalho pélvico. É fácil! Faça quando for urinar, interrompa o xixi durante alguns segundos e depois continue. Só isso! Esse exercício é baseado no controle urinário, se conseguir controlar o xixi, vai conseguir também controlar o orgasmo! Faça sempre que lembrar!

Uma técnica muito usada, e eficiente, é pressionar a cabeça do pênis, apertando com a mão, quando sentir que vai gozar, com isso você vai controlar a vontade e continuar na transa, por mais um tempo. Pressione com o polegar e o indicador como se estivesse apertando uma bolinha de borracha. Com cuidado, é claro!

Ou, interrompa a penetração e consequentemente os movimentos estimuladores, aguarde uns segundos e volte, é a técnica do pare e comece. Você pode testar essa técnica quando estiver sozinho na masturbação solitária. Pode ser que as primeiras vezes não deem certo, mas insista até conseguir.

Existem, ainda, no mercado erótico os famosos géis retardantes, com a finalidade de diminuir a sensibilidade peniana, por momentos, o suficiente para uma metida considerada normal. Acrescente a todos esses cuidados, a higiene mental, retire o estresse e a ansiedade de sua vida. Você não vai se livrar somente da ejaculação precoce, vai mandar embora muitos outros problemas que te afligem! O essencial é ser feliz!

Saiba como acabar com a ejaculação precoce

Um homem demora, em média, de dois a quatro minutos para ejacular. No entanto, a ejaculação precoce acontece no máximo um minuto após o início da relação sexual. (Foto: Internet)

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
* O seu comentário passará por uma moderação antes de ser exibido no site.

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, sem autorizaçao escrita do 'Ponto Gay' ou do detentor do copyright. Os textos e as imagens (fotos, ví­deos, ilustrações, etc.) de todas as páginas do 'Ponto Gay' são protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL, não sendo permitidas cópias ou divulgações por qualquer motivo ou justificativa, nem mesmo com autorização das(os) modelos. Infratores serão punidos na forma da lei.