Pesquisa revela 9,5 milhões de LGBTs no Brasil

“Relatório Brasil LGBT 2030” revela surpresas e dados importantes sobre essa fatia da população brasileira!

Adicionado em: 26/03/2018 Compartilhe no WhatsApp

“Relatório Brasil LGBT 2030”, pesquisa realizada durante junho e julho de 2017 pela OutNow, empresa de consultoria especializada, com 25 anos de experiência em pesquisa e desenvolvimento de negócios dirigida a LGBTs, revela dados surpreendentes e importantes sobre a comunidade gay.

A pesquisa online, durante junho e julho de 2017, foi respondida por 4.018 entrevistados, portanto em larga escala, o que produz um resultado confiável, muito informativo e identificador de tendências de real alcance, segundo a instituição.

As mensagens iniciais da pesquisa disponibilizada na internet sinalizam um sigilo e discrição: “Você pode optar por responder a pesquisa anonimamente. Mas, se você quiser participar do sorteio dos cupons adicione seu e-mail abaixo e responda às perguntas de identificação”. E, ainda: “Seus dados pessoais são mantidos em sigilo pela Out Now e não são relacionados às suas respostas.”.

Os principais temas abordados são discriminação no local de trabalho ou estudo, composição de famílias, como essa população ganha e gasta o dinheiro, principais aspirações e desejos, entre outros quesitos. A instituição colocou à disposição, a mesma pesquisa para outros países, entre eles, Portugal, Reino Unido, Canadá, Israel, Polônia e Áustria. Quanto ao Brasil, concluiu que abriga uma das maiores e mais dinâmicas comunidades LGBT do mundo.

Entre os resultados apurados, os mais significativos foram:

- 53%, portanto, pouco mais da metade dos entrevistados, está em um relacionamento;
- 73%, grande maioria dos entrevistados, gostaria de se casar ou entrar em uma união civil;
- 55%, pouco mais da metade, deseja ter filhos;
- 36%, pouco mais de um terço dos entrevistados, assume a condição sexual para os colegas no trabalho;
- 73%, quase três para quatro entrevistados, testemunhou atos de homofobia no local de trabalho nos últimos meses;
- 51%, pouco mais da metade dos entrevistados, passa ao menos 12 horas online, diariamente;
- 33%, um em cada três entrevistados, considera a vida pessoal e ou eventos culturais LGBT fatores importantes ao escolher os locais para viagens de lazer.

Em relação aos ambientes de trabalho, os homossexuais revelam enorme desconforto após revelaram suas escolhas sexuais, além de perseguição, ofensas e discriminação, já no momento da entrevista. Poucos elogiaram as empresas onde trabalham, ou sentem-se protegidos e fora de ambientes homofóbicos. Essa realidade é comum em todos os países onde foram realizadas as entrevistas.

Além dessas estatísticas, os entrevistados demonstram altos níveis de despesas e intenções de compra em uma ampla gama de categorias de produtos e serviços. A população LGBT adora consumir.

Vale destacar que o “Relatório Brasil LGBT 2030” da Out Now é inovador ao revelar dados de consumo e ajudar a promover a inclusão e melhorar a vida das pessoas LGBT e, em última análise, contribuir para a construção de sociedades melhores, para todas as pessoas e em todos os lugares do planeta.

O crescente interesse dos mercados pelo segmento LGBT relatava muita dificuldade em encontrar dados que pudessem destacar a importância desses consumidores no Brasil, além de acesso confiável a informações consistentes sobre como vivem esses cidadãos e as melhores maneiras de atingir o público gay brasileiro.

Com o reconhecimento crescente de que indivíduos LGBT contribuem para a economia e cultura, de forma significativa, tornaram-se, portanto, uma porção da sociedade muito visível e atuante, não só no Brasil, mas no mundo inteiro.  A importância desse relatório é fundamental para diversos setores da sociedade brasileira como um todo.

Pesquisa revela 9,5 milhões de LGBTs no Brasil

A comunidade LGBT brasileira é composta por 9,5 milhões de pessoas, de acordo com o “Relatório Brasil LGBT 2030”, realizado pela OutNow. (Foto: Internet)

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
* O seu comentário passará por uma moderação antes de ser exibido no site.

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, sem autorizaçao escrita do 'Ponto Gay' ou do detentor do copyright. Os textos e as imagens (fotos, ví­deos, ilustrações, etc.) de todas as páginas do 'Ponto Gay' são protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL, não sendo permitidas cópias ou divulgações por qualquer motivo ou justificativa, nem mesmo com autorização das(os) modelos. Infratores serão punidos na forma da lei.