Essa é pra quem gosta de sebo de pica

"Pau podre" é a preferência da galera que curte cheirão forte e sabores extravagantes na hora do sexo!

Adicionado em: 25/01/2020 Compartilhe no WhatsApp

Você pode até ter lido o título do texto e sentido nojo só de pensar na possibilidade. Mas se você, só de imaginar esta cena, ficou com água na boca e cheio de tesão, é sinal de que é um adepto desta prática que, ao contrário do que muitos pensam, é bastante normal, embora muitos se neguem a admitir publicamente e até mesmo ao seu parceiro.

Muitos gays ficam anestesiados com cheiro de rola. Antes mesmo de começar o boquete eles passam bastante tempo cheirando o órgão do macho, ainda por cima da cueca! E antes mesmo de tirar para fora, já começam a dar as primeiras pinceladas com a língua, lambendo o melzinho que fica molhando o tecido.

Mas este cheiro de pau citado aqui não é aquele normal, depois de um dia inteiro de atividade, ele se torna o famoso "pau suadinho" (apesar de só esse suor já fazer a alegria de muitos). Estamos falando de cheiro forte de piroca de quem deixa dois, três ou até mais dias sem lavar, daí se forma o famoso sebo, ou popularmente chamado queijinho, aquela massa branca e pastosa que fica na cabeça do pau e ao redor dela, que é também chamado de esmegma. E fica ainda mais forte nos homens que não operaram a fimose, que têm a cabeça da rola coberta com pele.

Para os safados que são loucos por faxinar um pau de macho, não há sensação melhor do que ir puxando de leve o prepúcio e revelando a cabecinha da rola aos poucos, sentindo o aroma característico do sebo e ir passando a língua devagar, saboreando cada pedacinho do queijo. E quando a atração aparece sem você esperar, se torna ainda mais prazerosa. Nunca mamou um cara e ele não te avisou que tinha sebinho, e você só descobriu na hora quando arregaçou o cabeção? Ou ainda só o percebeu quando sentiu o gosto na boca? Para quem gosta, o tesão só aumenta e o boquete fica ainda mais alucinante.

Entenda o que é:
O esmegma nada mais é que a acumulação de células epiteliais misturadas com óleos e gorduras, que se juntam no prepúcio do pênis. Este sebo esbranquiçado é formado por diversos fatores, como restos de porra acumulada após várias punhetas, falta de higienização após as relações sexuais, restinho de mijo que fica na pontinha do pau, principalmente os que têm pele cobrindo a cabeça, entre outras coisas. Para aqueles que tiraram o capacete (circuncidados), a formação de sebo também ocorre se não mantiver o pinto limpinho, mas em uma proporção bem menor.

E este tesão por pau com queijo não é somente de quem vai ter o prazer de limpar com a língua. Mas o próprio doador de sebo tem tara em deixar sua rola desse jeito e sentir o odor que fica no ar quando puxa toda a cabeça para fora da pele, além de urrar de tesão ao ver alguém lambendo seu pau sujo e fedido. Aliás, no fundo todo homem curte sentir esse cheiro, não é? Quem nunca viu alguém passar a mão no saco e no pau, a famosa patolada, e depois dar aquela cheiradinha?

A prática de lamber rola sebosa também é muito comum entre dominadores e submissos. A excitação por cheiros e sabores peculiares engloba o chulezão, sebão de rola e suvacão suado. Nesses casos o submisso é obrigado a cheirar e lamber tudo que seu mestre mandar: desde a sola do sapato e a meia suja e fedida, até a mesma cueca usada por dias e o pau cheio de queijo.

Mas é bom ter cuidado
Se excitar cheirando e lambendo sebo de rola é um fetiche como outro qualquer e não estamos aqui para julgar ninguém. Mas é bom tomar alguns cuidados com esta prática, tanto para quem deixa o pau acumulado de sebo como para quem vai passar a língua.

Não podemos esquecer que o esmegma nada mais é que sujeira, formado por uma bactéria chamada Mycobacterium Smegmatis, e que se forma com a falta de limpeza adequada. Logo, não é aconselhável deixar o pinto sem lavar por muitos dias, já que isso pode ocasionar inflamações e até mesmo um câncer de pênis, podendo levar a amputação de parte ou de todo o órgão genital.

Os principais sintomas de que algo está errado com seu amiguinho são: sensação de coceira, ardor, dor na glande (cabeça do pênis), que pode ficar meio avermelhada, e odor desagradável. E a pele que cobre a cabeça também pode ter vermelhidão. Em casos mais graves, podem ocorrer secreção de pus.

Como já foi dito, quem não operou a fimose tem mais propensão a acumular sebo, já que a glande passa a maior parte do tempo encoberta. O certo é tirar ela toda para fora na hora do banho e lavar com água e sabão (sabonetes neutros ou de glicerina são os mais indicados). Na hora de secar com a toalha repetir o mesmo processo de arregaçar a pele. Não se deve deixar o local úmido, pois facilita a proliferação de fungos e bactérias.

Na hora de fazer xixi, a melhor maneira é puxar tudo e, ao terminar de urinar, apertar desde a base do pênis até a cabeça, para que saia todo o restinho que ficou acumulado na uretra. Não é ideal enxugar o pau com um papel, pois como fica no banheiro, acaba apresentando muitos germes. Então o melhor mesmo é dar uma boa ordenhada e guardar na cueca! Após a prática de relações sexuais também deve ser feita a higienização adequada no pênis.

Já para quem vai colocar sua boca em uma piroca toda ensebada, apesar de sentir prazer com isso, deve que ter consciência que está correndo riscos de contrair alguma doença. Os riscos são praticamente os mesmos de chupar um pau sem camisinha e engolir a porra. As doenças mais comuns de se adquirir ao chupar um pau seboso são HPV, clamídia e herpes.

Uma forma de correr menos riscos é sempre comer o sebo de uma pessoa da sua confiança. Assim a brincadeira não fica tão perigosa e os dois saem satisfeitos.

Essa é pra quem gosta de sebo de pica

Pode até parecer estranho pra alguns de nós, mas existem gays que gostam de arregaçar a rola e lamber todo o sebo de pica! (Foto: Internet)

1 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
* O seu comentário passará por uma moderação antes de ser exibido no site.
11/02/2020 - 18:38h

Tenho a maior vontade de cheirar um pau com sebo e adoro lamber suvaco peludo de macho


Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, sem autorizaçao escrita do 'Ponto Gay' ou do detentor do copyright. Os textos e as imagens (fotos, ví­deos, ilustrações, etc.) de todas as páginas do 'Ponto Gay' são protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL, não sendo permitidas cópias ou divulgações por qualquer motivo ou justificativa, nem mesmo com autorização das(os) modelos. Infratores serão punidos na forma da lei.