As melhores saunas gays na cidade de São Paulo

São Paulo, a maior cidade brasileira, oferece inúmeras saunas gays em diversas regiões. Confira nossas dicas!

Adicionado em: 03/05/2018 Compartilhe no WhatsApp

Selecionamos as seis melhores e mais conhecidas saunas gays da cidade de São Paulo. São saunas com excelente padrão de qualidade e reduto de badaladas festas para o público gay! São lugares frequentados por moradores da própria cidade e por turistas, principalmente gringos, que vêm atrás de sexo diferenciado. Para quem está a fim de algo diferente e gostoso, vale a pena experimentar todas!

01-) 269 Chilli Pepper Single Hotel
Não poderíamos deixar de começar por Chilli Pepper Single Hotel, que fica no Largo do Arouche, 610, Vila Buarque. Na realidade não é somente uma sauna, mas uma mistura de sauna, “cruising” e hotel. O 269 Chilli Pepper é um complexo de entretenimento adulto chiquérrimo, no ponto mais gay da cidade. Em um prédio sofisticado de três andares, vinte e quatro quartos de solteiro com tela de LCD e três suítes, oferece o que há de melhor e mais diversificado ao público colorido dos gays.

Jacuzzis coletivas, ofurôs fantásticos, além de saunas seca e a vapor que não podiam faltar. Você vai se deslumbrar, ainda, com a piscina de inverno com cascata e outra ionizada. Falar da mobília, ma-ra-vi-lho-sa, assinada por Philippe Starck, que se espalha pelos quase dois mil e trezentos metros quadrados, é chover no molhado! Serviço e instalações nota dez! Consulte programação especial e novidades em: www.hotelchillipeppersp.com.br

02-) Upgrade Club
Uma breve descrição do local destaca, no primeiro piso, o vestiário e lounge com TV, acima, fica o bar, onde se pode escolher uma comidinha, no bom sentido, além de drinks pra lá de ótimos, as tradicionais cervejas e refrigerantes, tudo com direito à internet. Ainda, neste andar, você vai se deparar com locais parecidos com um labirinto, com pouca iluminação, ideais para os que querem ser vistos discretamente e estão disponíveis para brincadeiras.

O Club promove festas variadas, como os “Macholokos” e “Tropa de Elite” onde rapazes de físico privilegiados, dançam, vestidos a caráter, trocam conversas e gestos com os frequentadores. É de impressionar a fila de clientes que espera para chegar mais perto dos boys. A festa mensal “Fisting Friday” é tradicional dentre os praticantes de “fist fucking”. Além disso, inovam através, das “Fucking Machines”, máquinas de estimulação sexual autoeróticas, que simulam o movimento de penetração de forma intensa, chegando ao orgasmo sem masturbação (consultar programação a respeito). O endereço é Rua Santa Isabel, 198, Vila Buarque. Confira maiores informações em: www.upgradeclub.com.br

03-) Blackout Club
É o clube mais liberal, onde se vê de tudo, não é à toa que o Blackout Club está perto de ser considerado um playground sexual. Mas, os espaços são mais ou menos os mesmos de todo o ambiente de sauna, o bar, ao fundo e à direita, é o tradicional espaço para o convívio e a troca de simpatias. Separado dos outros ambientes, é o lugar da conversa, onde se pode ficar como quiser, inclusive nu.

Em seguida, vem uma área maior, já com entrada para os quartos mais reservados, onde não existem portas. Nesse ambiente, os convites e voyeurismo são constantes, portanto, aqui, os gatos mostram tudo o que têm e o que sabem!

Do outro lado, e o diferencial desse local, que raramente se observa em outros clubes de sexo em geral, é o “body hole”! Para você entender, enquanto o “glory hole” é usado para a penetração peniana, o “body hole” é o ato de se deitar em uma base ou se ficar de quatro. O que vem depois achamos desnecessário contar! O Blackout Club fica no Largo do Arouche, 205, República. Confira a programação antes de ir em: www.blackoutclub.com.br

04-) Men’s Club
Um prédio de três andares e diversos ambientes no bairro da República, em uma região que reúne o maior número de atrações para LGBTs de São Paulo, concentra todas as atrações do “Men’s Club”.

Após uma longa escadaria, chega-se ao balcão e aos armários, e daí o acesso aos outros ambientes. Avista-se o bar, e ao lado, divisões para a área mais íntima do estabelecimento e a banheira de hidromassagem.

Destaca-se a piscina de 25 mil litros de água abaixo, e o cinema com 35 poltronas, com exibição contínua de filmes pornôs. E, logo atrás da tela, cabines na penumbra e os “glory holes”, onde você vai colocar em prática toda a sua expertise na área. Ainda, amplos banheiros, área de relax e quartos de uso gratuito. E tudo 24 horas, porque São Paulo não para! Acesse www.saunamensclube.com para maiores informações. Endereço: Rua Aurora, 710, República.

05-) Wild Thermas Club
Esta é bem famosa! A Wild Thermas Club é uma das saunas mais tradicionais da cidade. Ficou bem conhecida com as festas “Clube do Pauzudos”, em que homens de pau grande não pagavam entrada, e a cada dia crescia o número dos que queriam ver esses bem-dotados! E também os que queriam exibir seus dotes extravagantes! Atualmente, a lista de festas especiais, está divulgada no site. Todas muito criativas e concorridas!

Logo na entrada, dá-se de cara com o bar, com destacada  iluminação. Ainda no térreo, há os armários e dois conjuntos de chuveiros, um, com teto transparente para o exterior, é bem disputado, e as saunas. Quatro cabines para encontros íntimos, que permanecem fechadas em dias de festa, os massagistas sensacionais, serviço de depilação e outros serviços estéticos.

É um clube gay que não permite garotos de programa e a faixa dos frequentadores, em sua grande maioria, não passa dos 40 anos. Acesse www.wildthermasclub.com.br pra você conferir a programação. Fica na rua Doutor Veiga Filho, 802, Higienópolis.

06-) Thermas Le Rouge 80
Lugar discretíssimo, em uma rua tranquila e nas imediações do Hospital das Clínicas. A aparência externa engana bem, são mais de mil e cem metros quadrados de puro prazer! Essa casa não admite garotos de programa e o público é bem diverso quanto à idade: frequentam o local, homens jovens, desde os 18 anos até os 80.

Quem frequenta, garante que o Thermas Le Rouge 80 atrai admiradores justamente por essa frequência bem diversificada de idade, e da qualidade dos frequentadores. Homens maduros, para quem gosta de experiência, e bem cuidados, são encontrados diariamente. Confira mais detalhes no site: www.thermaslerouge80.com.br. O Thermas Le Rouge 80 fica na rua Arruda Alvim, 175, Pinheiros.

Enfim, se você nunca foi em uma sauna gay, tem enorme curiosidade, mas tem receio, um conselho, só vai saber como é, indo! Então vá! Confira sempre a programação variada dessas saunas antes de ir! Nossa lista, por certo, está incompleta, você pode pegar referências de outras inúmeras saunas, distribuídas pela cidade, com amigos frequentadores que poderão te passar as descobertas pessoais! Mas, nada como ter as próprias impressões, até porque cada um tem exigências e gostos individuais! Bom divertimento!

As melhores saunas gays na cidade de São Paulo

Mensalmente passam pelo Chilli Pepper cerca de 15 mil homens, tornando o local o maior point gay da capital paulista! (Foto: Divulgação)

0 COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
* O seu comentário passará por uma moderação antes de ser exibido no site.

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, sem autorizaçao escrita do 'Ponto Gay' ou do detentor do copyright. Os textos e as imagens (fotos, ví­deos, ilustrações, etc.) de todas as páginas do 'Ponto Gay' são protegidas pela LEI DO DIREITO AUTORAL, não sendo permitidas cópias ou divulgações por qualquer motivo ou justificativa, nem mesmo com autorização das(os) modelos. Infratores serão punidos na forma da lei.